domingo, 25 de maio de 2014

Igreja de São Benedito (2014)


Atravessando com segurança (22/05/2014)


Para quem só acredita vendo (22/05/2014)


"Ajeitando a mala" (22/05/2014)


Como dizia Rita Lee: mulher é bicho esquisito (15/03/1991)



Rita Lee canta que a mulher é bicho esquisito, uma grande verdade e não é só porque sangra todo mês. Reparem bem a engenhoca que a mulherada se submete para ficar mais bonita, elegante e atraente. Não tenho a menor ideia do porquê dessas fotos, que fiz no dia 15 de março de 1991. 

Direto da fonte (20/09/1990)



Virou tradição, aos domingos, as pessoas se reunirem em alguma padaria da cidade para saborearem o café da manhã e colocar o papo em dia. Mas nem sempre foi assim. Sou de uma época em que o café era feito e servido em casa com toda família à mesa. Eu sempre acordava com aquele cheiro de café, que predominava o ambiente, feito pela dona Cida. Os pães eram chamados de "bengala", a família era grande então o padeiro deixava em casa quatro bengalas e um litro de leite em garrafa. O leite era fervido por último, para não esquecer no fogo e derramar em todo fogão (tem que ficar de olho dizia minha mãe). A outra forma de tomar leite quente era aproveitar o gado dos vizinhos, que sempre ofereciam, passa lá em pega o "leitinho" para as crianças. Eu experimentei por muitas vezes, mas sempre seguindo algumas recomendações do tipo: aprecie com moderação. O leite tirado na hora é muito rico em gordura e se você exagerar na dose é melhor se apressar para o caminho de volta, ou ter um banheiro por perto. Uma outra coisa que marcou minha infância foi o "cheiro dos currais". Era cheiro de bosta e mijo de vaca, mas a gente estava acostumado com isso é uma característica do lugar. Essa foto foi feita em 20 de setembro de 1990 para ilustrar uma matéria que falava do aumento do leite. Nela poderão notar que a molecada espera pelo leite "direto da fonte". E aí já tomou o seu café da manhã?

Antigo casarão onde funcionou o colégio Integral: avenida Julio de Mesquita com Barreto Leme (01/10/1991)



(17/07/2015)



Para matar um pouco a saudade de uma Campinas que não existe mais. Quem lembra desse casarão onde funcionou o colégio Integral na Avenida Julio de Mesquita com Barreto Leme? Para quem não conheceu era um dos mais lindo da cidade. Ele foi demolido e dará lugar a um edifício que está sendo construído no local. Na época da demolição, muitos campineiros ficaram chocados e alguns foram pessoalmente acompanha-la. Não me lembro a data que isso se deu. Alguém aí lembra?

"Saudosa Maloca" (22/05/2014)

Ficar preso no trânsito, muito louco, de São Paulo ninguém gosta, e nem eu. Mas, num desses congestionamentos no "Minhocão" pude contemplar alguns prédios de "Sampa", que são maravilhosos.  Verdadeiras obras de arte que só são notadas quando o trânsito fica "embucetado". Viajando no banco do passageiro de uma Doblo, só tive o trabalho de abrir o vidro  para registrar essa bela arquitetura. O gozado é que eu nem sei se tem algo a ver, mas enquanto fotografava esse prédio me veio na cabeça a música Saudosa Maloca, de  Adoniran Barbosa . Viva São Paulo, viva Adoniran, viva o Minhocão e, nesse caso, viva o trânsito embucetado!

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Tem boi na linha (05/2014)

Hoje o papo é curto e reto e não tem lero-lero.
Sabe aquela expressão: tem boi na linha? Então…

Diga não ao abuso sexual contra a criança (05/2014)


Caravela a vista (05/2014)


Quem disse que o sol não pode viver perto da lua? (18/05/2014)


Estação Desembargador Furtado, esperando pelo trem que nunca vem (05/2014)


Se passa um boi, passa uma boiada (05/2014)


Se o balão cair nem a "Santa" consegue apagar o incêndio (18/05/2014)